TESTES AVALIAM RESISTÊNCIA DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO CONTRA CHOQUES

testesdielétricos2019Nos dias 05,06, 07, 10 e 14 de junho a Ceriluz realizou os chamados Testes Dielétricos para Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs) e Coletivos (EPCs) utilizados pelas equipes técnicas nas suas atividades diárias de manutenção de redes elétricas. Estes testes se aplicam sobre materiais rígidos, como varas de manobra, e flexíveis, como luvas, tapetes e lençóis isolantes, liners para os cestos dos caminhões usados para elevar os eletricistas até as redes, entre outros equipamentos de proteção. Incluem-se nestes testes também as ferramentas utilizadas pelas Equipes de Linha Viva, que atuam com as redes energizadas, minimizando a necessidade de interrupções do fornecimento de energia aos associados.

Em resumo, estes testes são aplicados sobre os equipamentos utilizados especificamente para evitar choques elétricos nas atividades em redes de distribuição e simulam as ocorrências que podem ser registradas nas funções desempenhadas pelos profissionais. Cada equipamento é específico para trabalhar em uma determinada Classe de Tensão, ou seja, Baixa ou Média Tensão. “Para cada tipo de equipamento existe uma tensão de ensaio que se aplica sobre ele, seguindo normativas de segurança, obedecendo também um determinado tempo de aplicação dessa tensão”, explica o técnico em Segurança no Trabalho Fábio Zago. Em geral, nos testes, utiliza-se tensão superior àquela que o equipamento está designado a proteger, avaliando a sua máxima eficiência.  

Os testes devem ser feitos a cada seis meses em materiais flexíveis e anualmente nos materiais rígidos.